Descabelada com dignidade: o arsenal anti frizz
Belezinha

Descabelada com dignidade: o arsenal anti frizz

por Vânia Goy

Você sabia que no Brasil a gente encontra todos os oito tipos de cabelo que existem no mundo? E, pelo que eu ouço da mulherada, 99% reclama de frizz, não importa o tipo…

Frizz é aquele arrepiado incontrolável que aparece por causa do clima úmido. Mas, antes de sair enchendo a prateleira com novos produtos, vale fazer uma avaliação para não confundir o frizz com ressecamento e falta de hidratação. Se você tinge os fios ou clareou muito o seu tom natural precisa fazer tratamentos para hidratar ou reconstruir o cabelo. Acredite, já vai rolar uma super diferença.

Comigo rola o contrário. Meu cabelo é bem saudável e tenho frizz 100% do tempo, naturalmente. O cenário pode ficar pior no Rio de Janeiro ou em Belém, mas ele está sempre comigo mesmo em São Paulo. Tenho pouco cabelo, ele é levemente ondulado e fica com volume arrepiado num piscar de olhos. Não adianta, ele jamais será liso, brilhante e organizado como o de uma garota oriental. Então, o primeiro passo é aceitar o seu frizz natural e lidar com ele com a ajuda de alguns produtos.

Entendi, com o passar dos anos, que xampu e condicionador fazem uma diferença brutal. Tem gente que não liga muito e resolve tudo com o leave-in. Não é o meu caso… Por isso sou tão apegada a duas linhas de xampu e condicionador:

. No Frizz, da Living Proof
É um absurdo de cara (o par de xampu e condicionador custa quase R$ 300 na Sephora) mas vale cada centavo. A marca é super hi-tech e não tem silicones pesados nem parabenos na fórmula. E tem a história que Jennifer Aniston (apenas!) ficou tão passada com o resultado nos próprios fios que virou sócia dos caras.

. Discipline, de Kérastase
Gosto de muita coisa da Kérastase, mas acho a linha Discipline inigualável. O preço é o mesmo, fica em torno de R$ 300 o xampu + condicionador, e é um sucesso no meu cabelo. Essa é uma das poucas linhas da marca que tem um condicionador, não uma máscara. Deixa os fios leves e, quando uso o secador, parece que acabei de sair do salão. E é o meu cheiro favorito de xampu, parece um perfume floral.

Para depois do banho: duas novidades que merecem cinco estrelas

. L’Incroyable Blow Dry (R$ 196), Kérastase
Não sou muito fã de secador de cabelo e só uso quando temperatura está amena. Sou zero habilidosa para fazer uma escova, mas só de colocar o jato de ar já ajuda a controlar o frizz. Em geral, uso um produto termoativado para proteger os fios e deixar sedoso. Essa novidade de Kérastase é viciante: deixa o cabelo lindo, brilhante e, mais importante, volumoso. Depois de secar, prendo num coque alto até os fios esfriarem e, em seguida, solto, para manter o movimento. Se você é do time da escova, não vai se arrepender.

. Spray Frizz Defy Finishing Mist, Nexxus
Os finalizadores de Nexxus ainda não chegaram por aqui, mas vale trazer esse spray na mala se você cruzar com um exemplar nos EUA. Primeiro porque ele custa US$ 13. Segundo porque é impressionante: ele é feito com óleo de argan e óleo de coco, não é oleoso e é levíssimo. Ele também tem fixação média, mas não deixa o cabelo duro. Gosto de usar nos fios secos. Borrifo pra cima e entro na nuvem de spray. Depois penteio, faço dois coques na nuca e solto antes de sair de casa. Uso muito quando os fios secam naturalmente e, depois dele, parece que usei o secador!

Posts Relacionados